TRADUTOR

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Entrevista com um scammer!

ENTREVISTA COM UM SCAMMER - PARTE UM
Essa entrevista é parte de uma série de 3 .
Espero estar colaborando para a sua compreensão deste Universo Scam!

Nota de isenção de responsabilidade do Editor: Embora eu esteja relatando uma conversa real, eu não tenho nenhuma maneira de verificar as informações e detalhes contidos. O entrevistado contactou-me voluntária e anônimamente e  diz ser um ex-golpista, que agora está estudando no Reino Unido. Ele concordou em contar sua história, mas isso é "dito do modo como me foi dito", sem garantia quanto à exatidão ou veracidade. Para proteger nossos usuários, eu concordei que o entrevistado,  será conhecido pelo pseudônimo de "João", e ele não vai participar diretamente das discussões ou comentários e não vai se juntar à nossa comunidade.
Eu não sei por quanto tempo "João" vai manter contato, e no caso deste contato ser quebrado, esta série de entrevistas será descontinuada.

Scam-Detetive: Obrigado por concordar em conversar conosco sobre o seu 'trabalho'  e a sua experiência como um scammer em Lagos, na Nigéria. Fale um pouco sobre si mesmo.
João: Eu tenho 23 anos e foi libertado na Nigéria em outubro do ano passado, onde cumpri pena dois anos por fraude. Agora estou fazendo um  curso  na faculdade, no Reino Unido em um programa de intercâmbio estudantil. Como parte da minha recuperação eu também estou trabalhando com a EFCC na Nigéria para ajudá-los a compreender mais sobre fraudes e como é o trabalho das gangues. Eu não faço mais golpes.

Scam-Detetive: Como você se envolveu em golpes de pessoas na internet?
João: Eu venho de uma família pobre, em Lagos, na Nigéria. Nós não tínhamos muito dinheiro e bons empregos são difíceis de encontrar. Fui abordado para trabalhar como scammer por um mestre de gangue quando eu tinha 15 anos, eu tinha ido bem na escola com o meu Inglês, e estava começando a ser bom com os computadores. O mestre do grupo me ofereceu um bom dinheiro e eu aproveitei a oportunidade para ajudar minha família.

Scam-Detetive: Você acha que seus professores na escola havia informado o seu talento para o mestre de gangue?
João: Sim. Existe muita corrupção na Nigéria e as quadrilhas pagam bem para encontrar pessoas com boas habilidades em Inglês para trabalhar nos golpes.

Scam-Detetive: Que tipo de golpes que você estava envolvido?
João: Principalmente fraude de taxa antecipada onde iríamos dizer às pessoas que alguém morreu e deixou milhões em uma conta corrente e que precisávamos da ajuda dele para tirar esse dinheiro do País com segurança. Esse é o tipo mais bem sucedido de golpe, mas eu também fiz Phishing  para tentar conseguir nomes e senhas das pessoas que  acessam as suas contas bancárias pela net.

Scam-Detetive: Como você encontrou as vítimas para os seus golpes?
João: Primeiro você precisa entender como é o trabalho das gangues. No fundo são os "soldados", as crianças, que passam todo o seu tempo online para encontrar endereços de e-mail e enviar o primeiro contato para estes e-mails . Quando recebem uma resposta, a vítima passou a corrente,ou seja,  alguém que tem um melhor Inglês assume para obter as cópias de identificação da suposta vítima tais como: cópias de seu passaporte e de habilitação e para  construir também um melhor vínculo. Então, quando eles estão prontos para pedir dinheiro, eles são "passados"  para outra pessoa hierarquicamente acima na fraude,  para alguém que vai fingir ser um advogado ou agente de negociação, que vai dizer à vítima que eles precisam pagar taxas ou até mesmo um suborno para obter a quantidade de dinheiro grande fora do país.
Quando essas pessoas pagam, o mestre do grupo irá recolher o dinheiro do escritório da Western Union, usando a identificação falsa de um outro usuário que caiu em outro golpe .

Scam-Detetive: Mas como os "soldados" encontram os endereços de e-mail?
João: Muitos guestbooks de pessoas, inscrições on-line , eles deixam  seu endereço de e-mail  em toda a internet em fóruns e sites. Nós apenas visitamos o livro de visitas, fóruns e sites e recolhemos os endereços de e-mail. Alguns grupos têm software que recolhe esses e-mails automaticamente, o que reduz o trabalho.

Scam-Detetive: Qual a porcentagem de e-mails que recebem uma resposta?
João: Talvez 9 ou 10 em cada mil e-mails. Então, talvez, uma de cada 20 respostas levariá-nos a conseguir o dinheiro da vítima.

Scam-Detetive: E quanto de dinheiro você  esperaria arrecadar inicialmente de uma vítima?
João: Em média,  US $ 7.500 (£ 4,600) , mas o máximo que eu sei sobre isso era de US $ 25,000 (£ 15,400). Este seria tomado em quantidades menores, começando com um par de cem doláres, então não haveria mais "problemas" com a transação, o que significaria que precisávamos de mais dinheiro para liberar o pagamento grande. As pessoas iriam continuar a pagar mais porque eles estavam disponibilizando quantidades muito pequenas em comparação com o grande prêmio que eles achavam que iria ficar no final.

Scam-Detetive: Quanto dinheiro você ganha de pessoas com a enganação?
João: No ano anterior ao que eu fui preso, eu ganhava cerca de $ 75.000 para a minha família. Eu comprei para eles uma casa melhor e dirigia um BMW. Eu tinha os telefones celulares e laptops, e tudo mais  que vem com muito dinheiro. Eu perdi tudo quando fui preso e minha família teve que se afastar de Lagos, porque eu dei os nomes dos meus patrões à polícia para obter uma sentença mais leve. Minha família estava em perigo por causa de mim e eu estou muito envergonhado com isso.
 Estou muito envergonhado do tipo de pessoa que eu me tornei, e agora eu sei que eu deveria ter conseguido um emprego, bom honesto em vez de roubar pessoas de bem.

*Neste ponto, "João" ficou muito chateado e eu parei a entrevista. "João" se comprometeu a contatar-me novamente na próxima semana para que ele possa  dizer mais sobre seu tempo como um scammer. Eu não sei se ele vai ligar, mas eu espero que ele o faça, porque eu sinto que sua história pode ajudar a alertar as pessoas sobre as técnicas de golpistas usam para angariar a confiança e, finalmente, extorquir dinheiro de suas vítimas. Se houver alguma dúvida específica que você gostaria de me perguntar sobre"João", então por favor deixe um comentário. Fique ligado!
*** Atualização *** "João" ligou de novo e você pode ler a continuação da nossa entrevista aqui semana que vem!

Postagem original dessa história - http://www.scam-detectives.co.uk/blog/2010/01/22/interview-with-a-scammer-part-one/
Deixe seu comentário sobre essa história, ele só vem a colaborar para o enriquecimento de nosso blog!
Meg

___________________________________________________________________________________________